quarta-feira, 21 de novembro de 2007

Resumindo... Parte II

26 Setembro 2007 - Ola meu filho, como estás? Espero que quem te tirou de mim te esteja a tratar bem... quero acreditar que sim!
A mãe vai andando... uns dias melhores outros piores... sinto muito a tua falta! Hoje fui com o pai ao banco tratar de assuntos da loja, não imaginas o sacrificio que a mae faz para sair de casa... até há uns dias atras carregava-te no meu ventre (e quanto me sentia orgulhosa) e hoje não te tenho, estou vazia, triste... nao tenho forças para enfrentar as pessoas! Por tudo isto meu anjo a mae vai daqui a pouco a uma consulta a um psiquiatra/neurologista! preciso de alguem que me mostre que há uma luz no fundo do tunel! alguem que me faça acreditar no meu sonho! que me mostre que um dia posso ser feliz...
Filho: ajuda-me! Faz-me acreditar! Voltar a sonhar! Faz-me crer que um dia conseguirei dar-te um mano ou mana...

01 Outubro 2007 - Pouco tenho escrito... as lágrimas sao muito mais que as palavras :-( sinto a tua falta...
Na consulta o senhor doutor receitou-me tres medicamentos! deve querer por-me a dormir para nao pensar em ti :-( o dito senhor ate pode ser muito bom medico mas não me disse nada que eu ja nao soubesse... blá,blá,blá... está triste... blá,blá,blá... deprimida, blá,blá,blá... a vida continua!!! e fui eu pagar oitenta euros (fora medicação) para ouvir o que me dizem sem eu perguntar!Nao entendo como é que as pesoas querem que eu sorria... qual é a mae que sorri depois do seu filho partir... sem como nem porquê :-(
Estou a morrer aos bocados! A minha vida deixou de fazer sentido! Eu bem tento não chorar quando estou perto do pai, mas não consigo! a tristeza invade-me e as lagrimas escorregam pela face abaixo! Sinto-me uma fracassada enquanto mae e mulher... nao consegui gerar um filho muito amado e desejado e dar a maior alegria ao teu pai! dar-lhe o filho "macho" que ele tanto desejava... nao fui capaz de te proteger, por isso meu peço-te desculpa! nao imaginas o quanto isto me atormenta... nao fui uma boa mae :-( mas tinha muito amor para de dar! porque partiste meu filho? porque me deixaste nesta tristeza? diz-me bébé: quem te tirou de mim?
Cada dia que passa morre um bocadinho de mim... por muito que me esforce nao consigo acreditar que depois de tanto sofrimento terei uma recompensa! nao acredito que voltarei a sorrir! a nao ser que voltes para mim bébé! volta para mim, meu filho! diz-me onde estas que a mae vai buscar-te!
Peço-te filho para protegeres o papá! ele nao quer falar, nao chora... dá-lhe força pois ele tambem esta a sofrer... :-(
Volta bébé... anda fazer os teus papas felizes, por favor!

09 Outubro 2007 - Hoje foi um dia terrivel! Lagrimas e mais lagrimas...
A "tia do café" e o tio comemoraram hoje 25 anos de casamento, com direito a jantar e alianças!
Tantos planos que eu tinha para este dia! iria toda bonita, feita rainha pois tinha o meu Rei na barriga! mas a verdade foi outra... tive que ir fazer figura de corpo presente... a vida nao é a mesma coisa sem ti :-( nada disto faz sentido! a minha propria vida deixou de fazer sentido! ja que nao podes vir ate mim, leva-me ate ti...

13 Outubro 2007 - Nao consigo parar de chorar! Deus porque me tiraste o meu bébé? Que mal é que eu te fiz? Tantas vezes te pedi para o proteger e tu roubaste-o...gostas de me ver sofrer? ficas feliz? diz-me porque o levaste? deixaste-me com uma dor enorme, estás satisfeito? sim conseguiste deixar-me na merd@! será que nao posso ser feliz como os outros sao? Obrigado por me fazeres sofrer!
Filho: onde estas? Diz-me! A mama vai buscar-te! nao consigo viver sem ti! por favor volta para mim! nao quero sofrer mais! quero chorar lagrimas de alegria e nao de dor e sofrimento! volta para mim! por favor! nao aguento mais tanta dor! entao leva-me para a tua beira! Amo-te e amar-te-ei para sempre!

17 Outubro 2007 - Tenho um milhao de desculpas para justificar a tua perda... o medo de ser mae nunca desapereceu porque é uma aprendizagem constante! nao é algo que nascemo a saber sê-lo...
Talvez me tenhas desculpado por nao te ter protegido... nao te ter ajudado a crescer dentro de mim...
Do céu até ao inferno e até ao céu de novo! foi o fim de um inicio que tinha acabado de começar: O SER MÃE!
Talvez um dia nos possamos encontrar cara a cara num lugar sem tempo nem espaço... só para nós...
Nunca esquecerei os cinco meses que te tive dentro de mim... parece que afinal o tempo não cura tudo, pelo menos a mim nao esta a curar. o pensamento constante da perda de um filho é dificil de controlar. continuam a cobrar que esqueça, continuam a nao perceber que existem dias que para mim nao sao faceis. parece que ao meu redor todos esqueceram que um dia eu perdi um filho, que mo foi arrancado pela vida sem o meu desejo, sem eu ter qualquer controle.
Sinto-me sufocada, a rebentar por dentro de tanta dor silenciosa que sou obrigada a ter. Tantas mulheres como eu sabem o que é a dor de se perder um sonho, de se perder quem trazemos no ventre, independentemente do tempo de gestação, enfim, de se perder um filho.. porque perder um filho é perder um pedaço de nós!!!

Isto foi tudo o que eu escrevi num pequeno mas bonito caderno dedicado ao meu querido filho! Meu eterno Tomas!! Foste, és e sempre serás o meu primeiro filho!!! Jamais te esquecerei!!! Peço-te que cuides bem de nós... Um beijo daqui até ao céu... Amo-te muito meu anjo ;-)

1 comentário:

Lena disse...

Como essa dor é tao fácil de reconhecer quando se passa por ela 2 vezes!!! Que os nossos anjos se encontrem e se tornem amigos como nós quando nos encontramos na dor da perda e não nos vamos separar mais (até porque temos um castelo para construir!!!...)
Beijos
Lena